quarta-feira, agosto 02, 2006

Dia dos Pais - 13 de Agosto

MEU PAI, MEU HERÓI
Quando eu cheguei a este mundo, não sabia ao certo o que estava fazendo aqui, até que percebi que havia alguém para me orientar na jornada.
Um dia, quando você me ergueu nos braços, elevando-me acima da sua cabeça, descobri que você queria que eu percebesse o mundo de um ponto de vista muito abrangente.
Quando comecei a ensaiar meus primeiros passos, com a musculatura das pernas ainda frágil, você me sustentou segurando-me a mão, e entendi que você não desejava me carregar no colo para sempre: queria que eu andasse com as próprias pernas.
Quando entrei em casa pela primeira vez, ofegante, me queixando dos amigos, você disse para eu me acertar com eles, e compreendi que deveria assumir a responsabilidade pelos meus próprios atos.
Quando trouxe para casa minha primeira lição e você se sentou ao meu lado, orientando-me, mas não fez a lição para mim, entendi que você desejava que o aprendizado fosse uma conquista minha.
No dia em que alguns objetos alheios foram parar em minha mochila escolar, você, sem me ofender, me pediu para devolver ao legítimo dono, e compreendi que você queria fazer de mim uma pessoa honesta.
Quando, um dia, meus amigos saíram da sala e tracei alguns comentários maldosos sobre eles, e você me disse que não devemos falar mal das pessoas ausentes, aprendi as lições da sinceridade e do respeito.
Nos momentos difíceis, você estava sempre ao meu lado para me apoiar, e nas horas alegres não me faltou o seu abraço para compartilhar.
Quando fraquejei diante do primeiro embate da vida, você me falou de coragem...
Quando chorei as lágrimas provocadas pelo primeiro sofrimento, você me falou de resignação...
Quando desejei fugir dos compromissos que se apresentavam, você me falou de responsabilidade...
Quando pensei em mentir para um amigo, você me falou de fidelidade...
Quando senti em minha alma os açoites dos primeiros vendavais, você me falou de flexibilidade, e aprendi a me dobrar para não quebrar, como o pequeno ramo verde faz diante dos golpes do vento.
Quando você pressentiu em meu olhar a insinuação da vingança, me falou do perdão...
Quando desejei salvar o mundo, nos ardentes dias da juventude, você me ensinou a moderação e o bom senso.
Quando quis me submeter aos modismos do grupo, você me falou de liberdade.
Quando me iludi, pensando que o mundo era meu, você me falou do Criador do Universo...
Assim, meu pai, desejo dizer que você sempre foi meu herói, meu amigo, meu grande mestre, meu companheiro de caminhada...
Você foi firme, quando era de firmeza que eu precisava...
Foi terno, quando era de ternura que eu necessitava... Foi lúcido, quando era de lucidez que eu precisava...
Quando eu cheguei a este mundo, não sabia ao certo o que estava fazendo aqui, até que percebi que havia alguém para me orientar na jornada...
Hoje, bem, hoje eu sei claramente o que estou fazendo aqui, porque você, meu pai, fez mais que apenas me orientar, você caminhou ao meu lado muitas vezes, me seguiu de perto outras tantas, e andou à minha frente muitas outras, deixando rastros de luz, como diretrizes seguras que eu pudesse seguir.
Hoje eu sei muito bem o papel que me cabe na construção de um mundo melhor, porque isso eu aprendi com você, meu grande e admirado amigo...
E quando eu vejo tantos jovens perdidos, sem rumo e sem esperança, vagando entre a violência e a morte, eu peço a Deus por eles, porque é bem possível que não tenham tido a felicidade de ter um pai como você...
E peço a Deus por você, papai, meu grande amigo.

(FONTE: Momento Espírita)

2 comentários:

padilhafigueira@hotmail.com disse...

"Pai!!!! Sabe aquela pessoa que você ama incondicionalmente e que as vezes por mais que seja dura vocêe não consegue ficar chateada,amar meu Pai é assim..." A personalidade que tenho hoje,o caráter moral , o respeito pelo ser humano,aprendi muito com ele,sei que a liberdade de expressão que tive durante minha juventude foi importante para toda essa formação. Hoje no dia dos Pai só tenho que agradecre por todo caminho que trilhei em minha Vida,pois ele sempre esteve ao meu lado, Obrigada Pai . E agradeço ao Pai maior por estar viva e poder compartilhar de mais um momento de felicidade,Obrigada Pai Oxalá. Cristina Domingues

Carla disse...

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
HOSPITAL ESCOLA SÃO FRANCISCO DE ASSIS
Laboratório de Estudos em Política, Planejamento e Assistência em DST/Aids
Rio de Janeiro, 12 de abril de 2008.

Prezado Sr (ª),
Vimos por meio desta apresentar o estudo intitulado MOVIMENTO NEGRO NO BRASIL: Alianças para o enfrentamento da epidemia de DST/Aids. O presente estudo tem como um dos objetivos criar um cadastro de entidades que tenham suas atividades relacionadas ao Movimento Negro no Brasil e verificar o interesse e possibilidade de realizar ações de prevenção na área de DST/Aids. Desta forma contamos com a sua colaboração no preenchimento do referido questionário em anexo e envio para os e-mail leppa.dstaids@infolink.com.br e/ou araújo@infolink.com.br , o mais breve possível.
Temos a certeza que este estudo contribuirá para a construção de propostas de inclusão de ações de prevenção para o enfrentamento da epidemia de DST/Aids junto a comunidade em que sua Instituição está inserida. Nesta parceria, o Ministério da Saúde fortalecerá as redes de solidariedade através de estabelecimento de parcerias a nível federal, estadual e municipal no combate a este grave problema de saúde pública.
Certa de contar com a sua valiosa colaboração, agradecemos antecipadamente sua atenção.
Saudações Universitárias,

Profª Carla Araújo
Coordenadora da Pesquisa


UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
HOSPITAL ESCOLA SÃO FRANCISCO DE ASSIS
Laboratório de Estudos em Política, Planejamento e Assistência em DST/Aids

PROJETO
Entidades do Movimento Negro no Brasil: Alianças para o enfrentamento da epidemia de DST/Aids

I - Caracterização:

Nome da Instituição:
Tempo de existência:
Tem nº de CNPJ: ( ) Sim ( ) Não
Endereço:


Tel:
E-mail:
home-page:
Respondente:
Característica da instituição: ( ) Religiosa ( ) Educacional ( ) Inclusão social
( ) Sócio-cultural
II – Questões:
• Tem sede própria: ( ) Sim ( ) Não
• Desenvolve alguma atividade social: ( ) Sim ( ) Não . Qual? ______________________________________________________________
• Desenvolve alguma atividade na área de saúde: ( ) Sim ( ) Não . Qual? ______________________________________________________________
• Desenvolve alguma atividade com grupos: ( ) Sim ( ) Não . Qual? ______________________________________________________________
• Nº de pessoas que freqüentam sua instituição: ________________________
• Tem interesse em desenvolver alguma atividade da área de prevenção de DST/Aids: ( ) Sim ( ) Não . Qual?________________________________ ________________ Por que? ____________________________________ ______________________________________________________________
• Para desenvolver estas atividades, você necessita de:
( ) Insumos (preservativo, folder, cartaz, etc)
( ) Capacitação
( ) Parceria
( ) Outros